Fx Options Mtm




Fx Options MtmMark To Market - MTM O que e Mark To Market - MTM A Mark to Market (MTM) e uma medida do valor justo de contas que podem mudar ao longo do tempo, como ativos e passivos. Marcar para os objetivos do mercado para fornecer uma avaliacao realista de uma instituicao ou situacao financeira atual da empresa. 2. O ato contabil de registrar o preco ou valor de um titulo, carteira ou conta para refletir o seu valor de mercado atual em vez de seu valor contabil. 3. Quando o valor patrimonial liquido (NAV) de um fundo de investimento e avaliado com base na avaliacao de mercado mais recente. Carregar o leitor. BREAKING DOWN Mark To Market - MTM 1. Problemas podem surgir quando a medicao baseada no mercado nao reflete com precisao o valor real dos ativos subjacentes. Isso pode ocorrer quando uma empresa e forcada a calcular o preco de venda desses ativos ou passivos durante periodos desfavoraveis ??ou volateis, como uma crise financeira. Por exemplo, se a liquidez e baixa ou os investidores tem medo, o preco de venda corrente dos ativos dos bancos pode ser muito menor do que o valor real. O resultado seria um menor patrimonio liquido. Esta questao foi vista durante a crise financeira de 2008/09, onde muitos titulos mantidos em balancos de bancos nao podiam ser avaliados de forma eficiente, uma vez que os mercados tinham desaparecido deles. Em abril de 2009, no entanto, o Conselho de Normas de Contabilidade Financeira (FASB) votou e aprovou novas diretrizes que permitiriam que a avaliacao fosse baseada em um preco que seria recebido em um mercado ordenado em vez de uma liquidacao forcada. A partir do primeiro trimestre de 2009. 2. Isso e feito com maior frequencia nas contas de futuros para garantir que os requisitos de margem estao sendo atendidos. Se o valor de mercado atual fizer com que a conta de margem caia abaixo do nivel exigido, o comerciante sera confrontado com uma chamada de margem. 3. Os fundos mutuos sao marcados ao mercado diariamente ao fechamento do mercado para que os investidores tenham uma ideia dos fundos NAV. Calculating Value at Risk para Opcoes, Futuros, FX Forward Value at Risk. VaR Options Futures FX Forwards Neste curso, fornecemos uma metodologia para o calculo da medida Value at Risk (VaR) para futuros e opcoes. A metodologia que empregamos usa um Simulador de Monte Carlo para gerar primeiramente a serie de precos de terminal, entao calcula as series relacionadas de payoffs e precos. A serie de precos e usada para determinar a serie de retorno que e usada nos calculos de volatilidade e VaR. Como um pre-requisito para este curso o usuario pode gostar de rever os dois cursos seguintes: Passo 1: Construir um Simulador de Monte Carlo para os precos do subjacente O primeiro passo do processo envolve a construcao de um simulador Monte Carlo para determinar o terminal Preco do subjacente. Como estamos interessados ??em precos diarios das opcoes, o intervalo ou tempo passo comprimento deve ser de um dia. Em nossa ilustracao, assumimos que o contrato de opcao expirara apos 10 dias, de modo que utilizamos dez etapas intermediarias para simular o desenvolvimento dos precos do titulo subjacente para esse periodo. Os precos simulados sao gerados com base na formula Black Scholes Terminal Price: Onde S 0 e o preco a vista no tempo zero, r e a taxa livre de risco q e a conveniencia sigma e a volatilidade anualizada no preco das commodities t e a duracao desde Tempo zero e zt e uma amostra aleatoria de uma distribuicao normal com media zero e desvio padrao de 1. zt foi obtido nestes modelos normalmente escalando os numeros aleatorios gerados usando a funcao Excels RAND (), ou seja, NORMINV (RAND ()). Etapa 2: Expandir o Simulador Monte Carlo Para calcular a medida Value at Risk (VaR), exigimos uma serie de retornos que, por sua vez, requer dados de precos de series temporais. Para simular esse ambiente em particular, assumimos que temos uma serie de contratos de opcoes similares que comecam e expiram com base em um roll-forward de um dia. Suponha que para a opcao original o comeco foi no instante 0 e a expiracao foi no passo de tempo 10, a proxima opcao comecara no instante 1 e expirara no instante 11, o proximo comecara no instante 2 e expirara no instante 12, e assim por diante. Com base nessa premissa, obteremos uma serie cronologica de precos terminais diarios. Em nossa ilustracao, repetimos esse processo para gerar dados de series temporais para precos de terminais por um periodo de 365 dias. Passo 3: Executar cenarios Passo 2 acima gera uma serie de precos de terminal de 365 dias em um unico cenario. O processo agora precisa ser repetido varias vezes (em nossa ilustracao usamos 1000 execucoes de simulacao) para gerar um conjunto de dados de dados de series temporais com o auxilio da funcionalidade da tabela de dados EXCELs. Uma vez concluido este processo, calcular-se-a uma serie temporal media de precos terminais, calculando-se uma media simples dos precos terminais em cada data futura em todas as simulacoes. A figura abaixo mostra esse processo para nosso exemplo. O preco medio do terminal para a data 1 e a media de todos os precos terminais gerados para esta data atraves das 1000 corridas simuladas. O Preco Terminal Medio para a Data 363 e a media de todos os precos terminais gerados para esta data atraves das 1000 corridas simuladas. Passo 4: Calcular o valor intrinseco ou pagamentos Pagamentos individuais em cada ponto de dados Para cada ponto de dados dado no conjunto de dados de preco terminal mencionado na Etapa 3 acima, agora temos que calcular os retornos ou valores intrinsecos do contrato de derivativos. Na nossa ilustracao, assumimos que temos um contrato de futuros, uma opcao de compra europeia e uma opcao de venda europeia, todos com um preco de exercicio ou de exercicio de 1300. Os retornos destes contratos sao calculados da seguinte forma: Pagamento para um preco de longo prazo do terminal (0, Strike-Terminal Price) Isto e ilustrado para um subconjunto de pagamentos de futuros abaixo: Por exemplo, para o cenario 3 ( Terceira linha de dados) na data 2 (segunda coluna de dados) o preco Terminal e 1333.04. O preco de exercicio como mencionado anteriormente e 1300. A recompensa de futuros, portanto, trabalha fora de Preco Terminal Preco Preco de greve 1333,04 8211 1300 33,04. Epoca media de recompensa Uma vez que todos os retornos foram calculados, determinamos a serie de tempo de retorno medio, tomando uma media simples dos retornos em cada data futura em todas as execucoes simuladas. Precos individuais em cada ponto de dados Para cada ponto de dados dado no conjunto de dados de preco terminal mencionado no Passo 3 acima para o qual nos determinamos os retornos ou valores intrinsecos do contrato de derivativos como mencionado em Passo 4 acima, vamos agora calcular os seus valores descontados como se segue: Onde r e a taxa livre de risco e T e o teor da opcao, ou seja, 10 dias. Os valores descontados derivados sao os valores / precos do contrato de futuros e as opcoes de compra e venda, respectivamente. Isso e ilustrado para um subconjunto de precos de futuros abaixo: Por exemplo, para o cenario 3 (terceira linha de dados) na data 2 (segunda coluna de dados) o retorno e 33,04. A taxa livre de risco e de 0,15 e, como mencionado anteriormente, o prazo do contrato e de 10 dias. O preco futuro, portanto, trabalha fora para Payoff e-rT 33.04exp (-0.15 (10/365)) 33.03. Serie de tempo de preco medio Uma vez que todos os precos foram calculados, determinamos a serie de tempo de preco medio, tomando uma media simples dos precos em cada data futura em todas as simulacoes. Etapa 6: Calcular a serie de retorno Agora que temos a serie de precos medios de derivativos, determinaremos a serie de retorno tomando o logaritmo natural de precos sucessivos. Isto e ilustrado para um subconjunto dos contratos futuros, da opcao de compra e da opcao de venda abaixo: Os precos medios de uma chamada em Data 1 e 2 sao 12.31 e 12.65 respectivamente. O retorno na Data 2 sera, portanto, ln (12.65 / 12.31) 2.71. Etapa 7: Calcular a medida do VaR Em seguida, calculamos a medida do VaR usando o esboco das tecnicas em nosso curso Calculo do Valor em Risco. Em particular, utilizamos a Abordagem de Variancia Covariancia de Variancia Simples (SMA) e a Abordagem de Simulacao Historica. Para nossa ilustracao, o VaR do periodo de detencao de 10 dias a diferentes niveis de confianca, usando a abordagem VCV, foi calculado da seguinte forma: Uma representacao grafica dos resultados para futuros e dada a seguir: VaR do periodo de espera de 10 dias no nivel de confianca de 95 , Usando a abordagem de simulacao historica e ilustrada a seguir: Metodo VaR alternativo para FX Forward: VaR Delta Se voce precisa calcular VaR para contratos a termo de cambio ha uma abordagem alternativa mais curta que combina a estimativa VaR de par de moedas subjacentes com a estimativa delta para a contrato avancado. Para se ter em conta o impacto do diferencial das taxas de juro entre as taxas de risco livre estrangeiras e nacionais, considera-se o factor de risco das taxas de cambio a prazo. O VaR para o contrato a termo sera aproximadamente igual a estes fatores VaR vezes a sensibilidade do preco de forwards as flutuacoes no fator subjacente. A sensibilidade e medida como o delta 1 dos forwards. Em particular, o VaR da posicao para a frente sera: Taxas de cambio forward do tipo VaR forward (DeltaVaR). Onde Delta e-rfT rf e a taxa livre de risco estrangeira a partir da data do relatorio T sao os dias ate o vencimento (DTM) (ponto medio do balde DTM, ver abaixo), expressos em anos FX Forward VaR 8211 Requisitos de dados FX (Daily PricesgtYield CurvesgtForex) Taxa livre de risco estrangeira para a data do relatorio para cada moeda em que uma posicao esta presente (Taxas Diarias de Taxas de Risco Curvesgt) As etapas para calcular o VaR para forwards e swaps sao dadas abaixo. Etapa 1: Identificar as moedas (moeda estrangeira (FCY) amp moeda nacional (DCY)) para cada transacao para a frente. Trate as pernas proximas e distantes de um acordo de troca como duas ofertas separadas para a frente. Etapa 2: Identificar as posicoes longas e curtas para cada transacao para a frente. Etapa 3: Calcule os Dias ate a Maturidade (DTM) para cada posicao e aloque baldes padronizados DTM pre-especificados para cada posicao. Utilizamos os seguintes baldes DTM com o ponto medio para cada balde especificado abaixo. Este ponto intermediario sera usado para selecionar os buckets de taxa de cambio a serem usados: Etapa 4: Soma todas as posicoes longas por moeda e balde DTM. Soma todas as posicoes curtas por moeda e balde DTM. Etapa 5: Calcule a posicao Bruta por moeda e balde DTM. Esta e a soma do valor absoluto do valor longo e absoluto das posicoes curtas. Etapa 6: Calcule uma posicao liquida por moeda e balde DTM. Esta e a soma das posicoes longa e curta para o balde. Passo 7: Utilizando a taxa de cambio interbancaria de 2 forward para a data de calculo, calcule a MTM da posicao numa base Bruta e Liquida (MTM) (Bruta), ou seja, MTM (Bruta) Posicao FX Forward Taxa de Cambio Delta Etapa 8: Calcule o VaR de volatilidade de participacao da seguradora para 1 unidade de taxas de cambio a termo de cambio na moeda especifica: Obtenha as taxas de cambio a termo FX para o periodo de retorno especificado Calcule a serie de retorno dessas taxas Calcule a A volatilidade diaria para os retornos e a volatilidade da participacao com base no periodo de detencao seleccionado Calcular o VaR de detencao com base no nivel de confianca seleccionado Passo 9: Multiplicar o VaR de detencao com os valores de MTM MTM (Gross) (Gross) amp Holding VaR (Net) valores para cada balde DTM moeda amp. Calcular os pesos de cada moeda e balde DTM usando o valor absoluto do MTM (Bruto) amp MTM (Net), respectivamente. Utilizando a serie de retorno Das taxas de cambio FX Forward para cada moeda e balde DTM e os pesos calculados acima, determinou uma serie de retorno medio ponderado para a carteira Calcular a volatilidade diaria para a amperes de retornos a volatilidade de participacao com base no periodo de holding selecionado Calcular o VaR de participacao com base em O nivel de confianca selecionado Multiplique os VaRs de portfolio resultantes com os valores totais MTM (Bruto) e MTM (Liquido) para determinar o VaR Holding (Bruto) amp Holding VaR (Liquido) para a carteira. 1 Compreender o mercado, o credito eo risco operacional A abordagem do valor em risco Linda Allen, et al. 2 Interpolado com base no ponto medio relevante do balde DTM Precos de opcoes exoticas usando a simulacao de Monte Carlo no Excel 8211 agora na loja Related posts: Valor Nocional O que e Valor Nocional Valor nocional e o valor total de um ativo alavancado ativos. Este termo e comumente usado nas opcoes, futuros e mercados de moeda que empregam o uso de alavancagem, em que uma pequena quantidade de dinheiro investido pode controlar uma posicao grande nos mercados. Por exemplo, um contrato de futuros de indice SampP 500 obriga o comprador a 250 unidades do indice SampP 500. Se o indice estiver sendo negociado em 1.000, entao o contrato de futuros simples e semelhante ao investimento de 250.000 (250 x 1.000). Portanto, 250.000 e o valor nocional subjacente ao contrato de futuros. Carregar o leitor. BREAKING DOWN Notional Value O valor nocional e essencialmente quanto de um ativo particular um investidor tem. E muitas vezes misturado com o valor de mercado, mas ha uma clara distincao: O valor nocional e valor de mercado tanto descrever o montante de um titulo. O valor nocional representa o numero total de forwards, opcoes, moedas de cambio e futuros, enquanto o valor de mercado e o preco de um titulo que pode ser comprado ou vendido no mercado. O valor nocional pode ser visto e usado de cinco maneiras: atraves de swaps de taxas de juros. Swaps de retorno total. Opcoes de acoes, derivativos cambiais e fundos negociados em bolsa (ETFs). Swaps de taxa de juro Em swaps de taxa de juro, o valor nocional e o valor especificado no qual os juros pagos sao baseados. O valor nocional em swaps de taxa de juros e usado para chegar com o montante de juros devidos para uma classe de juros. Swaps de retorno total Os swaps de retorno total envolvem uma parte que paga uma taxa flutuante ou fixa multiplicada por um valor nocional mais a reducao no valor nocional da propriedade. Isso e trocado para pagamentos por outra parte que paga a valorizacao do valor nocional da propriedade envolvida. Opcoes de acoes As acoes de acoes tambem envolvem valores nocionais. Em vez do termo nocional, e cunhado como nominal. Por exemplo, o ABC esta negociando para 20 com uma opcao de compra de 1,50. Uma opcao de capital tem 100 acoes subjacentes. Um trader compra a opcao por 1,50 x 100 150. O valor nocional da opcao e 20 x 100 2,000. Comprar o contrato de opcao de acoes potencialmente daria ao comerciante controle sobre uma centena de acoes de 150, em comparacao com se ele comprou as acoes de forma definitiva por 2.000. O valor nocional de um contrato de opcoes de acoes e o valor das acoes que e controlado em vez do valor que e detido. Observe que o valor nocional muda a medida que o preco da acao se move para cima ou para baixo. Cambio e Derivativos em Moeda Estrangeira Derivativos cambiais como forwards e opcoes tem dois valores nocionais. Uma vez que estes envolvem a negociacao de duas moedas, ambos recebem valores nocionais separados. Hedging moeda estrangeira tambem envolve ter um valor fixo de moeda estrangeira nocional. Fundos negociados em bolsa Para que os investimentos funcionem como um outro fundo bem executado, os fundos negociados em bolsa acompanham e seguem outras posicoes. Alguns ETFs nao compram diretamente as posicoes. Em vez disso, eles usam derivados tais futuros para criar a posicao. Os fundos negociados em troca inversa tem a caracteristica unica de ter um valor nocional diferente diariamente. A razao por tras disso e o retorno composto diario e pago fazendo-o reinvestir seus ganhos diarios.